Escolha uma Página

Um fato curioso: cerveja é a terceira bebida mais consumida do mundo, ficando atrás apenas do chá e da água. Por estar presente em diversas culturas do mundo inteiro, foram criadas incontáveis estilos, variações e hábitos de consumo da cerveja.
Alguém que já é um bebedor mais assíduo sabe de tudo isso, mas aqui vamos falar de uma
forma específica de beber cerveja, que é a cerveja fresca.

Qual a diferença da cerveja fresca?

Apesar de ser popularmente chamada de cerveja fresca (e não há nenhum problema nisso) em geral, como termo técnico costuma-se utilizar a denominação chopp para a cerveja fresca.

Dito isso, o chopp, ou cerveja fresca nada mais é do que uma cerveja que ainda não passou pelo processo de pasteurização no qual o alimento ou bebida é aquecido até quase atingir a ebulição e depois resfriado rapidamente afim de eliminar microorganismos.

Por não passar por esse último processo de “cozimento” os aromas e sabor do lúpulo se fazem muito mais presentes na versão fresca. E o sabor é realmente mais “fresco” uma vez que lúpulos são ricos em terpenoides, os compostos químicos que conferem um aroma herbáceo a inflorescência.

Em contrapartida, quando a cerveja passa pelo processo de pasteurização, o cozimento dela faz com que a essência do lúpulo se torne muito mais pronunciada, e nesse caso quem ganha destaque no perfil de sabor é o malte.

A cerveja que é pasteurizada também pode ficar maturando durante um tempo para desenvolver um outro perfil de sabor. Diferentes cervejeiros tem teorias diferentes sobre quais são os estilos de cerveja mais indicados para a maturação, mas em geral elas costumam ser as mais encorpadas e que possuem maior ABV (teor alcoólico). Algumas cervejas de guarda podem passar até anos nesse processo de maturação.

Já a cerveja fresca é feita para ser consumida pouco tempo depois de sua fabricação. Mesmo as cervejas que vêm enlatadas ou engarrafadas de fábrica, têm um tempo de vida muito mais curto quando comparada com sua versão pasteurizada. Além disso, suas características aromáticas e de sabor são melhor aproveitadas quando seu consumo é feito o mais próximo possível da data de fabricação.

A melhor cerveja fresca é a local!

Entre cervejas de guarda e cervejas frescas, o que vai definir qual versão é melhor, nada mais é do que o gosto pessoal de cada um. Existem situações para cada cerveja também. Se você está em uma cidade litorânea num no sol, num calor de 30 e poucos graus, talvez uma cerveja fresca mais leve caia melhor do que uma barley wine ou algo desse tipo. 

Mesmo com tantas divergências de opinião, uma coisa é unânime entre os amantes da cerveja fresca. As melhores cervejarias para se aproveitar ao máximo as características da bebida são as locais! Justamente por não precisarem ficar armazenadas por longos períodos de tempo e estarem “próximas da fonte”, por assim dizer. 

Se você estiver por Balneário Camboriú ou região, não deixe de provar as cervejas frescas da Barra Sul 🤙

Peça em Casa!

 

Nosso delivery de latas já está 100% funcional e agora você pode curtir uma Barra Sul fresquinha sem sair de casa.

Peça já seus crowlers em:

https://app.menudino.com/cervejabarrasul

0
Would love your thoughts, please comment.x
Fale Conosco